RESULTADOS

COMPORTAMENTO AGRONÓMICO

As condições de desenvolvimento ideal para a pitaia são regiões cujas temperaturas médias se situam entre 18 e 26ºC, sem grandes amplitudes térmicas. Os solos devem ser ricos em matéria orgânica, bem drenados para que não ocorra encharcamento (a pitaia não é tolerante) e de textura franco arenosa. A precipitação deve rondar valores entre 500 e 700 mm. 

 

Esta cultura é caracterizada como rústica, pelas características mencionadas de tolerância à secura e baixas necessidades hídricas, o que em conjunto com o seu sistema radicular pouco profundo, tornam-na numa alternativa viável para solos arenosos e pouco profundos, adequada a climas semiáridos.  

CLASSIFICAÇÃO DAS PLANTAÇÕES

As plantações foram classificadas em duas categorias, de modo a facilitar o tratamento dos dados:

1|

Plantações com menos de 50 plantas. A planta é usada como ornamental ou para produção de frutos para consumo

doméstico;

2|

Plantações com mais de 50 plantas. Correspondem a plantações de maior dimensão e que se destinam à produção de frutos ou cladódios para venda.

Na região do Algarve é onde estão presentes o maior número de explorações, incluindo plantações com menos e mais de 50 plantas. Fora da região Algarvia, existem outras localizações com uma dimensão considerável, localizadas em Vila Franca de Xira e Sesimbra. Estes resultados podem ser observados na Figura 1.

Figura 1 – Distribuição de plantações de pitaia em Portugal.

CONTACTOS 

LÍDER DO CONSÓRCIO: AJAP

Rua D. Pedro V, 108 - 2º

1269-128 Lisboa

Para mais informações: www.ajap.pt